terça-feira, 28 de outubro de 2014

Animalização da realidade

«Se o pão é o símbolo do que o homem precisa, o vinho é o símbolo da superabundância da qual também temos necessidade. Ele é sinal da alegria, da transfiguração da criação. Tira-nos da tristeza e do cansaço do dia-a-dia e faz do estar juntos uma festa. Alegra os sentidos e a alma, solta a língua e abre o coração. E transpõe as barreiras que limitam a nossa existência.» (Cardeal Joseph Ratzinger, citado por Luís Costa, Público 28.12.06)

Quero ter minha propria coleção de vinhos. Ah... bebida preciosa na qual me afundo em meus momentos mais obscuros...


Passando para compartilhar uma alegria e uma tristeza.

A tristeza: num momento de estresse (domingo a noite) sentei na cama com uma garrafa de vinho branco do meu lado direito e uma navalha do meu lado esquerdo. Fui bebendo, bebendo e bebendo. Cheguei na metade da garrafa e olhei para a navalha. Fitei-a. Tentei ignora-la. Meus instintos animalizados se apoderaram de mim e num momento de furia vi que escorria de meu braço um filete de sangue. Não fiquei contente. Mas a dor é preciosa. A dor precisa ser sentida.  Então fui fazendo furinhos em meus braços com a navalha, enquanto tomava o que restava na garrafa. Novos filetes do liquido vermelho escorria do meu corpo. Então terminei a garrafa e me deitei. Acordei no outro dia, com a cabeça latejando e meu braço esquerdo praticamente mutilado. Lá se vai um mes sem me cortar. Ah, foda-se...

A alegria: entrei em todas as minhas roupas de dois anos atras, mini saias, calças e blusinhas. Tudo!! Mas ainda estou com 64,3 kilos...

SOU INUTIL

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Conversa de mesa


Nada muito importante a declarar. Precisava dizer a alguem que atingi meus 64,2 kilos. 

Como voces sabem, almoço no refeitorio do colegio, pois tenho aulas em periodo integral. Ontem durante o almoço, estava junto de um grupinho de mais quatro alunos. Eram dois garotos e  duas meninas: uma com sobrepeso e outra bem magrinha. O W. e a L (a gordinha) ja sabiam superficialmente como sou e minhas noias com a comida e o peso. Já o Geleia e a D. nem faziam ideia, pois não ando muito com eles. Eis que eu paro de comer por não estar aguentando mais. Então começou um dialogo mais ou menos assim:
D: como assim? Voce comeu tão pouco!
Eu: eu sempre como pouco
W: Suspeito que essa seja a unica refeição diaria dela...
D: menina, voce precisa comer de tres em tres horas! Voce quer emagrecer??
Eu: só um pouquinho...
D: olha para mim... como de tres em tres horas e tenho esse corpo (a menina é só ossos!  Imaginem a minha cara.... foi a menos azeda que pude fazer. Falar isso para uma anoréxica? Tudo bem que ela não sabe, mas foi muita maldade)
Eu: seu metabolismo é diferente no meu.
D: mas eu sou magra e não gosto de ser. Minhas costelas aparecem
W: precisa ver as bailarinas que ela desenha
L: dá para ver a caixa toraxica perfeitamente
D: as minhas aparecem, mas é feio. 
Eu: eu não perguntei o que voces acham, o que pensam sobre gostos. Gostos sao gostos. Diferenças são diferenças. Seus ideais de beleza são muito diferentes do meu. Vivo no meu mundo, meu próprio mundo...
D: mas voce tem que mud..
Eu: não! Eu não vou mudar! Pois é a esse mundo que recorro quando não estou bem!

A conversa acabou aí e ficou um silencio destrutivo na mesa... Ah, pelo amor do Divino! Não aguentava mais! Menina insuportável! Estava quase pedindo para ela ir tomar naquele lugar. Tudo o que eu queria era paz no almoço para que eu pudesse fazer minha unica refeição diaria sem me sentir uma deslocada! Vai fazer manha para outra...

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

A gorda por fora de mim...

Estava em dívidas com voces e logo de início peço desculpas pela pessima qualidade das fotos (tive que tirar com o tablet e longe de todos, então o quartinho obscuro foi o lugar mais adequado para isso. Como não tinha apoio, tive que usar uma mesinha bem baixa). As proximas serão melhores...
Bem essa sou (quase eu, pois sou mais branca)...





Estou com 65,2 kg e... Sim, eu tenho dobrinhas nojentas em baixo do braço e estrias horrorosas (locus horrendus). Como disse, minhas claviculas estão finalmente aparecendo.  Estou muito envergonhada por estar postando isso... ECA!
Felizmente minhas calças estao ficando bem largas. Eliminei 15 cm de cintura e 10 cm de quadril. Além disso, eliminei 8 cm de peito. :)
Tenho uma dica: se inspirem em mim para não serem como eu sou!!
Agora, para o post não ficar tão gordo... lindos ossos!


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Pensamentos dadaístas

"Que cada homem grite: há um grande trabalho destrutivo, negativo, a executar. Varrer, limpar, A propriedade do indivíduo se afirma após o estado de loucura, de loucura agressiva, completa, de um mundo abandonado entre as mãos dos bandidos que rasgam e destroem os séculos. (...) Liberdade: DADÁ DADÁ DADÁ, uivos das dores crispadas, entrelaçamentos dos contrários e de todas as contradições, dos grotescos, das inconsequencias: A VIDA." (Tristan Tzara)

Só gostaria de poder voar para longe de tudo e todos, sentir minha vida ao redor de mim, sonhar com um futuro surreal e viver...
Eu queria viver...
Vivas ao caos, ao "sem sentido", aos pensamentos fúteis e inúteis que destroem almas e sentidos. Vivas à ignorancia, às decepções, à incapacidade de se entender os sentidos destruidos, aos absurdos, à incoerência, ao automatismo psíquico e ao inconsciente que leva os seres ao fundo de uma jornada sem fim...

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Behind my mirror


Imagino-me sendo X. 
Olho para meu espelho... o que vejo?
Vejo-me sendo 4X, quatro vezes maior do que a imagem que eu tinha em mente. Imediatamente uma lagrima escorre pelo meu rosto, cai em minha barriga e vai parar no chão. Eu me toco, sinto que estou 4X, sinto minhas banhas, sinto minhas coxas gordas. Então eu choro, choro e lamento. Lamento estar gorda, lamento ser fraca, lamento ser doente. Penso em como seria bom não ser eu, em como seria bom me despreender desse corpo inutil. Em seguida, escondo-me, não do mundo, mas de mim mesma. Escondo-me dos meus pensamentos, das minhas insanidades, do meu ego ferido e do vácuo que chamo de mente...  Oh! Como eu gostaria de sentir meus ossos, como eu gostaria de ser magra...

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Muitos e muitos desabafos de uma rancorosa

Antes de mais nada, quero deixar claro que não sou pró ana e mia, mas sou doente! Uma louca, dissimulada e pertubada que não consegue ficar com comida no estomago. Sério, estava olhando uns blogs antigos e atuais e me ocorreu uma coisa: nos blogs antigos as meninas ERAM anorexicas e bulimicas, eram doentes e usava os blogs como diário, como um meio de expressar seus sentimentos e dores. Então, a partir de um certo momento, surgiram as pró ana e mia, meninas saudaveis e vivas que acham (achavam) que ser anorexica era estilo de vida. Inspirando-se nas "veteranas" começaram a tentar enfiar coisas na cabeça e fizeram com que ter essas doenças se tornasse modinha. Para essas meninas digo: cuidado! Das duas uma: ou nunca se tornarão anorexicas e bulimicas, mas ficarão atormentadas por não conseguir ser, ou se tornarão e tomarão o caminho sem volta. Acho que todas que passam por nossos blogs têem consciencia de que enfiar merda na mente é bem fácil!

Após esse simpatico comentário, quero manifestar minha raiva: falta de agua no meu bairro! Meu, centro da capital paulista com falta de agua? E ninguem tem a coragem de dizer: ei, vamos racionalizar agua a partir dos horarios X, ok? Mas não! Vamos foder a vida de todos e vamos liberando agua hora sim hora não! Bando de filhos da puta! 

Cacete! É o meu fim! Dependo da agua da privada para mandar meus muitos vomitos diarios por água abaixo! Estou mega desesperada!! 

Agora, vou tentar me acalmar.......

Como já disse para vocês sou uma bulímica assumida. A comida não para nem 10 minutos no meu estomago gordo. Digamos que: 
calor + ansiedade + estresse = sorvete com granulado (é um mix delicioso) + cookies bauduco + paes integral com patê + H2Oh = estomago embrulhado = bulimia atacando

Tudo isso foi hoje!! Graças aos céus foi na hora que tinha agua para vomitar a vontade... Mas minha mente, que só pensa em calorias e estomago vazio, ja esta se tornando meio anorexica ha uns tres dias (hoje foi uma compulsão master). Eu sempre tive culpa apos comer, mas agora a culpa tambem é comer e nao poder vomitar. Argh... Logo, já me programei psicologicamente para retornar a contagem de calorias. Afinal, essa é minha vida né? Entre morrer de fome e comer naturalmente e sem medo, prefiro a primeira opçao. 

Estou pensando em postar umas fotos para vocês nas férias, ou em qualquer momento oportuno. Assim vocês podem ver minha barriga e bunda gorda (visão do inferno, né? Amiga é para essas coisas). Além disso quero notifica-las de que minha clavicula e minhas ancas estão começando a aparecer. A clavicula já dá para notar, as ancas não muito. E as costelas atras na nuca já estão mais salientes! :)

Considerações:

●Estou ha um mes sem uma crise depressiva! Motivo de comemorações!! 

●Preciso de uma pulseira vermelha.

●Como vomitei tudo, meu estomago está vazio.... sinto muita fome!

Vou dormir... quem sabe nao esqueço a comida em meus sonhos?



I need to be skinny like them *-*

sábado, 11 de outubro de 2014

Sensações de liberdade (só a sensação, porque estou longe de ser livre)

Fim de semana!! Ah... amados finais de semana, que me trazem alegria, me trazem paz e mansidão...

E aí pessoinhas? Como estão?
Hoje de manhã minha mãe e meu maninho combinaram de ir ao parque caminhar. A principio eu não queria muito, mas decidi ir. Nossa! Devíamos fazer isso mais vezes. Alem de ter equipamentos para fazer exercícios, lá eles alugam bicicletas (a minha quebrou ha muito tempo e não compramos outra ainda :( ). Como não tenho tempo para ir à academia, aproveitei pra caramba, apesar de eu me sentir um elefante malhando em busca do inalcançável. Além disso... puxa... como andar de bicicleta é bom! Tinha me esquecido de como era pedalar, correr e sentir o vento contra você e fazendo seus ouvidos tamparem. É uma sensação unica de só ter você e você mesma no mundo, sem tempo para pensar ou falar: você só pedala e pronto! A-D-O-R-E-I

Emagreci um pouco, estou com 67,4 kilos. Nada para se pular de alegria, mas o suficiente para não se chorar de tristeza. Tenho vomitado quase tudo. Eu só deixo o almoço no estômago para ter certeza de que ainda estou no controle da minha mente insana. No mais, deixemos a bulimia nos levar, já que minha mãe está fazendo feijoada. Vou me permitir comer, afinal vocês já sabem que é meu prato favorito. Tirando esse final de semana, estou tentando levar uma vida vegetariana. Essa tentativa (com excessao da feijoada) tem sido um sucesso! Depois que deixei de devorar carnes como um carnívoro esfomeado tenho me sentido muito melhor. Vou tornar isso um habito.

Não tenho comentado muitos blogs poque não arranjo tempo, apesar de estar sempre entrando e lendo o que vocês escrevem. Afinal, vocês me dão forças. Abaixo estão minhas paginas favoritas da turma da mônica jovem (eu sei, ainda leio isso) e vocês, mais do que ninguem, sabem porque gosto tanto da Maria Melo. 






segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Voltando + Meus pais são chatos!!

Olá pessoas do meu coração!!

Bem bem bem.... vou seguir o conselho da Alie. Nada de foda-se dieta! Voltando para minha vidinha normal. Logo estarei magra o suficiente para me sentir bem comigo mesma! O bom é que me emagreci 800 gramas, então voltei aos 68 kilos. Rumo à minha primeira meta: 66 kg!!

Sobre minha situação:

●Meus pais: estão me enchendo o saco! Mas o mais incrível é que estão enchendo a paciencia pois "saí" do regime. Estão dizendo que estou gorda de novo, logo vou ficar feia novamente e minhas roupas ficarão apertadas mais uma vez. Dizem: "Onde já se viu? Lutar tanto para emagrecer e já esta ganhando todos os kilos que perdeu! Não tem determinação menina?" Detalhe: EU NÃO ENGORDEI, PORRA!! MANTIVE A MESMA MASSA QUE EU TINHA ANTES DE LIGAR O BOTÃO FODA-SE! MAS JÁ QUE ELES QUEREM UMA FILHA MAGRA, IRÃO TER! QUE ELES NÃO RECLAMEM DEPOIS!
●Meu corpo: como mantive os 68 kilos, não tive mudanças. Algumas roupas que não me serviam aos 72 kilos me servem agora. Tinha perdido muitos casacos lindos por causa da gordura e agora me servem. Isso é mais um motivo para minha mãe falar sobre como irei perder tudo de novo.
●Meu psicologico: não me auto mutilei nos ultimos dias. Estava preocupada demais mandando tudo e todos irem à merda. Estou mais calma, relaxada e feliz. Pronta para a próxima (#sóquenão)
●Minha determinação: com a ajuda de vocês irei encontrá-la novamente!





quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Na contagem regressiva...

"QUE TUDO SE FODA, DISSE ELA, E SE FODEU TODA" (Paulo Leminski)

Hello people!!

Mil e uma desculpas pelo super sumiço. Tenho duas desculpas para isso ter ocorrido:
-Estou super ultra mega lotada de provas (a vá...)
-Essa eu vou explicar melhor...

Hummm... Eu posso resumir o parágrafo seguinte com o profundo poema do Sr. Leminski. 
Eu sou uma estúpida! Acho que vocês já devem até estar com o saco cheio de ler essa frase, mas é a mais pura verdade. Depois de terminar a droga do meu namoro, me senti mais abalada do que nunca, achei que tinha feito merda e tals, mas eu sei e todos a minha volta sabem que eu não fiz. Acho que depois me senti meio só... gosto de ter uma compania... enfim, com toda aquela tensão pós termino de namoro complicado, eu me senti livre! LIVRE! LIVRE! Então, nada melhor do que um que se foda escola, que se foda doeta, que se foda amigos, que se foda familia, que se foda vida... Resumindo, me fodi :D 
O lado bom disso é que não engordei, fiquei na porra dos 68,8 kilos...
Estou na contagem regressiva para terminar o ensino medio! 47 dias uteis!! 47, 46, 45.... ah sonho... *-* mal vejo a hora... só peço aos céus que eu consiga dar conta de todas as minhas matérias para não ter que depender do conselho de classe... 
Sobre regimes...  vou começar a maneirar na comida de novo, logo logo vou ter tempo de sobra para dietas radicais.
Enquanto isso, quero aproveitar a minha fase FODA-SE enquanto ainda consigo e minha mente doente não me acuse...